BRANDING TERRITORIAL: ANÁLISE DE MARCAS DE CIDADES DA REGIÃO METROPOLITANA DA BAIXADA SANTISTA

Palavras-chave: Região Metropolitana da Baixada Santista, Branding territorial, Marca territorial

Resumo

O conceito de marca tem sido aplicado a cidades, regiões e países, como forma de evidenciar as características específicas de cada localidade. O objetivo deste artigo foi analisar as marcas territoriais de cidades da Região Metropolitana da Baixada Santista. A pesquisa se caracteriza como exploratória, de abordagem qualitativa e delineamento documental. Como corpus de pesquisa, foram identificados os municípios da RMBS que possuem marcas territoriais. Após a identificação, as marcas encontradas foram categorizadas com base em parâmetros pré-definidos. Verificou-se que apenas dois dos nove municípios possuem marca de cidades, oito municípios possuem marca do governo municipal (prefeitura) e apenas um município possui marca turística.

Biografia do Autor

Monica Franchi Carniello, Fatec Pindamonhangaba

Graduada em Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1993), Especialista em Marketing pela University of California (1998), Mestre em Comunicação e Letras pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (2000), Doutora em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2005). Realizou pós-doutorado em Comunicação pela Universidade Metodista de São Paulo (2010) e pós-doutorado pela Universidade do Minho – PT (2015). Professora Assistente Doutora da Universidade de Taubaté, com atuação no Programa de Mestrado em Planejamento e Desenvolvimento Regional, MBAs e no Departamento de Comunicação Social. Docente da Faculdade de Tecnologia de Pindamonhangaba (FATEC). 

Publicado
2021-12-12